GREVE: Servidores de UFs e IFs programam greve para 14 de junho

Milhares de alunos devem ficar sem aulas na UFPB, IFPB, UFCG e noutras instituições pelo Brasil. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Universidades e institutos federais terão greve nacional a partir de 14 de junho, segundo informou ao ClickPB o Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba (SintesPB). Uma paralisação já foi marcada para o dia 15 de maio sinalizando a manifestação maior do mês de junho.

Os sindicatos e outras organizações de servidores federais se mobilizam contra o corte de 30% no orçamento para a Educação, anunciado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Os profissionais também protestarão contra a Reforma da Previdência, em defesa do ensino público gratuito e pela valorização da Educação Básica, pelo corte também sofrido no orçamento para esse setor educacional.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (ADUFPB) terá reunião da diretoria na tarde desta segunda-feira (6) em preparação para a paralisação do dia 15 e para a greve do dia 14 de junho. O SintesPB terá reunião na quarta-feira (8) para discutar as pautas.

Com a greve, milhares de alunos devem ficar sem aulas na UFPB, IFPB, UFCG e noutras instituições pelo Brasil.

O site da Associação dos Docentes da UFCG já informa sobre a assembleia da entidade para discutir a paralisação do dia 15 de maio e construção de greve geral.

O Sindicato dos Trabalhadores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica da Paraíba (SINTEFPB), que reúne os técnico-administrativos do IFPB, terá assembleia no dia 13 de maio para avaliar a participação na paralisação do dia 15.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*